Sérgio Moro diz que saiu para não manchar a sua história! E faz graves acusações contra Bolsonaro.


Sergio Moro anunciou sua saída do governo com um longo e contundente pronunciamento na manhã desta sexta. O ex-juiz quis  "preservar sua biografia" ao pedir demissão do governo, e fez graves acusações contra Bolsonaro. 


"Ontem, conversei com o presidente e houve essa insistência do presidente. Falei ao presidente que isso seria uma interferência política e ele disse que seria mesmo", declarou. 

Moro disse, ainda, que Bolsonaro gostaria de "alguém que ele pudesse ligar, colher informações." 


Augusto Aras, Procurador Geral da República, pediu que o STF abra investigação sobre as declarações do, agora, ex-ministro. 


As acusações reverberam no meio político, com manifestações de apoio mas também de críticas ao ex-ministro pela sua passagem no governo. Moro chegou a elogiar os governos petistas pelo respeito à autonomia da Polícia Federal. 

Capitais registraram panelaços após o pronunciamento de Moro, evidenciando o impacto de sua saída e denúncias na já decadente popularidade do governo.

Em nota, a Federação Nacional dos Policiais Federais garantiu que não permitirá interferências políticas no órgão e que estará "vigilante" à atuação do futuro diretor.

Além da ingerência na Polícia Federal, Moro fez outra acusação grave, ao dizer que não assinou a exoneração do diretor da PF e que só soube do fato pelo Diário Oficial, embora sua assinatura conste no documento.

Dentre muitas denúncias graves que Sérgio Moro fez, talvez as duas declarações mais superficiais sejam as que mais preocupam, são elas:

"Nem o PT interferiu na Polícia Federal!"

"Possuo um legado, não vou manchar a minha história!"

Apesar de não deixar claro o que quis dizer com estas afirmações, Sérgio Moro diz em uma que o Partido envolvido no maior escândalo de corrupção da história do país foi mais transparente e isento que Bolsonaro.

E a segunda declaração deixa o povo brasileiro ainda mais preocupado, afinal o que Bolsonaro estaria fazendo ou querendo fazer que mancharia a história de Sérgio Moro???

Com certeza essa separação não terminou, muitas histórias vão surgir e o ex-ministro não tem cara de que irar se calar diante de Bolsonaro e suas ameaças veladas, a verdade que Moro deu a Bolsonaro uma credibilidade que ele jamais teve e a sua saída fortalece as especulações de corrupção em seu governo, e principalmente em seu passado e de seus filhos. Bolsonaro ao permitir a saída de Moro para INTERVIR NA POLÍCIA FEDERAL deixa claro que tem medo e muito mais a perder que a saída de Moro do governo, mas com isso ele cria seu maior adversário para as eleições de 2022! aguardemos os próximos capítulos desse governo que já é no mínimo um dos mais conturbados e polêmicos da história.