Prestando contas: Rubens Jr encerrou mandato na Assembleia do Maranhão com 240 proposições aprovadas.


Foram 03 decretos legislativos, 91 indicações, 06 projetos de resolução, 103 requerimentos, 35 projetos de lei e 02 propostas de emenda constitucional.

O deputado federal licenciado e ex-secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Pereira Júnior, pré-candidato do PCdoB à Prefeitura de São Luís, "encerrou um ciclo" na Assembleia Legislativa com um balanço positivo em seus dois mandatos numa brilhante trajetória parlamentar de oito anos.

Desde que assumiu seu primeiro mandato de deputado estadual em fevereiro de 2007, Rubens apresentou 240 proposições que contribuíram para mudar a vida do cidadão maranhense. Ele permaneceu no Legislativo estadual até fevereiro de 2014, quando encerrou seu segundo mandato consecutivo.

De 2007 a 2010 e 2011 a 2014, ele apresentou 03 decretos legislativos, 91 indicações, 06 projetos de resolução, 103 requerimentos, 35 projetos de lei e 02 propostas de emenda constitucional.

Nesse período, contribuiu com o mandato do governador Jackson Lago (2007–2009) e fez uma forte oposição ao governo Roseana Sarney que ficou de 2009 à 2014, após o golpe que culminou com a cassação do antecessor, sendo reeleita para mais uma gestão. Como líder da oposição, subiu à tribuna mais de 500 vezes para cobrar explicações da então chefe do executivo estadual.

"Deixei a Assembleia Legislativa muito feliz por ter deixado como contribuição várias leis. Foi uma experiência muito gratificante depois de exercer dois mandatos consecutivos. Desempenhei vários papéis, como líder da oposição e atuando de forma exemplar nas diversas Comissões", disse Rubens ao relembrar de sua trajetória no parlamento estadual.

ELEITO AOS 22 ANOS

O pré-candidato do PCdoB começou a carreira política ao ser eleito deputado estadual pelo PRTB em 2006. Na época, com 22 anos, obteve 35 mil votos, tornando-se um dos deputados estaduais mais jovens do país. Em 2010, foi reeleito pelo PCdoB, para mais um mandato com 30.301 votos.

Em 2012, surpreendeu a todos quando pediu exoneração do cargo de Analista Judiciário do TJ-MA para atuar como advogado, junto ao TSE, contra a então governadora Roseana Sarney, no processo por abuso de poder econômico nas eleições de 2010.

Junto com Flávio Dino, Rubens integrou o maior grupo oposicionista já criado na história maranhense para derrotar um dos grupos políticos mais corruptos do Brasil. Em 2014, foi o terceiro deputado federal mais votado pelo Maranhão, com um total de 118 mil votos. Nos próximos dias, vamos contar um pouco da trajetória dele na Câmara Federal.