Desesperado, grupo de Ocileia trabalha com fake news e baixaria contra adversários


A Raposa vive o pior processo eleitoral de toda a sua história, tudo motivado pelo desespero de Ocileia Paraíba para chegar ao poder. E não é de hoje!

Desde que perdeu as eleições em 2016, o grupo da candidata a prefeita, Ocileia Paraíba Fernandes (PSDB), que na época acabou perdendo os seus melhores nomes para os grupos Laci, Andrea da Colônia e Eudes Barros, acabou sendo descontruído com peças recém chegadas ao município e que por não terem laços nas cidade, passaram a atacar e ofender personagens tradicionais da política local, na intenção de manter em evidencia o nome da filha do ex-prefeito Paraíba.

Eudes Barros, Andrea da Colônia e Talita Laci, durante todos esses anos, foram alvos de xingamentos, ofensas pessoais e fake news diversas.

Eudes Barros chegou a ser chamado de “cachorro morto” por um apoiador de Ocielia, que chegou à cidade há pouco mais de três anos e usa nome falso nas redes socias. O “cidadão” que veio da Bahia, talvez fugido, se apresenta como Paulo Junior, mas se trata de um nome falso. Usa também um perfil na rede social facebook, que foi criado há poucos anos e conta apenas com postagens políticas, todas em ataques aos adversários de Ocileia ou em defesa da chefona da milícia digital.

NÃO RESPEITA A PROPRIA FAMILIA

Os milicianos digitais, comandados por Ocileia, fazem gravações de vídeo na própria casa da candidata, usando decisões judicias e distorcendo o conteúdo, na calara intenção de enganar a população. A irmão de Ocileia, Cassia Barros, figura muito querida na cidade, também não é poupada pela gangue de Ocileia, que não respeita nem as próprias sobrinhas.

VAI PERDER!

Sabendo que vai perder as eleições e que suas mentiras serão descobertas pelos apoiadores iludidos, Ocileia está partindo para um jogo de tudo ou nada, mentindo descaradamente e atacando todos que se opõem à sua caixa de maldades.