Críticas a Wellington do Curso nas redes passam de 30% para 70% após apoio a Neto Evangelista


‘Decepção’, ‘tiro no pé’, ‘traição’ e ‘se aliou com aquilo que criticou’ são algumas das duras críticas que seguidores fazem ao deputado na internet

Levantamento indica que o número de menções negativas no Twitter, Facebook e Instagram ao deputado Wellington do Curso (PSDB) cresceu 11 pontos percentuais após o tucano ter declarado apoio à candidatura de Neto Evangelista (DEM), na disputa pela prefeitura de São Luís. As informações são de relatório de monitoramento realizado pela reportagem com base em comentários de seguidores do parlamentar.

A reportagem acompanhou o comportamento nas redes sociais dos dias 15 de setembro a 19 deste mês. O intervalo compreende os dias anteriores da declaração de apoio e os dias posteriores à confirmação da aliança anunciada na última quinta-feira (15). Foram analisadas mais de 2 mil de menções nas redes sociais. 

Antes da declaração de apoio, Wellington tinha aproximadamente 27% de menções positivas, todas pelos seus comentários críticos ao governo estadual, 30% de negativas e 43% neutras. Nos dias posteriores à confirmação da aliança com Neto, as mensagens positivas em relação a Wellington caíram para 10%, as negativas subiram para 70% e as neutras caíram para 20%.

REAÇÕES DOS INTERNAUTAS

No Facebook os “decepcionados” parecem estar em maior número. Os internautas reagiram com duras críticas e fizeram uma série de desabafo no nas portagens que o parlamentar tem feito sobre a aliança com o candidato democrata. ‘Decepção’, ‘tiro no pé’, ‘traição’ e ‘se aliou com aquilo que criticou’ estão entre as manifestações dos seguidores do parlamentar nas redes sociais.

Na última sexta-feira (16), alguns blogs já haviam alertado que o apoio a Neto fez Wellington passar de vítima a vilão. Pior: isso tudo ocorreu, após o próprio Neto dizer que o tucano não tinha seu respeito como gente, conforme vídeo em anexo.

COBERTURA DA IMPRENSA

Na imprensa, o nome do líder do PSDB na Assembleia foi citado em mais de 50 manchetes desde a última quinta-feira. Ao analisar as abordagens das 40 matérias mais compartilhadas sobre o apoio a Neto, observou-se que:

56% são noticiosas, comunicando a declaração de apoio;

27% evidenciaram nas manchetes que Wellington pode ter cometido traição a Josimar ao declarar apoio a Neto, após percorrer o Maranhão na caravana do presidente do PL;

13% do total de artigos apresentou falas de Wellington sobre o apoio ao candidato democrata com a divulgação do vídeo onde Neto diz que o colega não tinha seu respeito como gente;

4% do total de matérias compartilhadas foram sobre elogios do tucano ao democrata.