CANDIDATURA DE FRED CAMPOS EM PAÇO DO LUMIAR PODE IR PRO BREJO


O pré-candidato a prefeito de Paço do Lumiar Fred Campos (PL) pode ficar de fora das eleições deste ano por conta de uma ação por conjecturado crime eleitoral quando foi candidato eleito a vereador no município, no ano de 2008. A situação de Campos é delicada em relação à Justiça e já comenta com aliados a preocupação de não poder concorrer pelo investimento já feito até aqui.

Os fatos do processo nº  0600036-10.2020.6.10.0000que corre no Tribunal Regional Eleitoral aconteceram no ano de 2008. O  Ministério Público Eleitoral ofereceu denúncia no qual narra que houve  conduta prevista nos tipos penais dos arts. 354 e 348 do Código Eleitoral, que tratam de falsificação de documento público para fins eleitorais e respectiva obtenção de documento público para fins eleitorais.

Veja os documentos originais na íntegra.

HC-FRED.pdf

DECISAO FRED.pdf

No dia 05/10/2008 ocorreu o comparecimento de pessoas em diversas seções eleitorais da Zona de Paço do Lumiar e, supostamente, utilizaram de títulos verdadeiros para votar em nome de legítimos eleitores. Indica que houve a impossibilidade de alguns eleitores votarem em vista que “outra pessoa” teria se apresentado em momento anterior perante mesários e, com isso, procedido a votação para candidatos a Prefeito e Vereador.

Flávio e Alderico, irmãos do pré-candidato a prefeito Fred Campos, fecharam acordo com a Justiça, respectivamente, na ação penal nº 4627031-20.2009.6.10.0000 e processo nº 9498656-23.2008.6.10.0000. 

José Gonçalo de Sousa Filho, Juiz relator do caso, decidiu amparar em parte o habbeas corpus determinando o trancamento da Ação Penal 0600002-81.2019.6.10.0093, apenas com relação aos pacientes Flavio Henrique Silva Campos Junior e Alderico Jefferson Abreu da Silva Campos. Para escapar da cadeia, ambos tiveram que fechar acordo com a Justiça.

Contudo, em relação ao influente Dr. Fred Campos, disse o Magistrado que “imperioso um exame mais detalhado dos elementos de convicção carreados aos autos, o que ocorrerá por ocasião do julgamento definitivo deste Habeas corpus“. Em outras palavras, a luta do Advogado que arrota nos quatro cantos do Maranhão que toma café com juízes, almoça com promotores e janta com desembargadores vai se alongar por mais um tempo e expurgá-lo do processo político eleitoral de Paço do Lumiar nas eleições de 2020.