DEP. WELLIGTON SAI EM DEFESA DA SAÚDE PÚBLICA DO MARANHÃO E SE REÚNE COM O DENASUS


O deputado Wellington do Curso solicitou ao chefe de sessão de auditoria, Chang Yi Ran e a supervisora técnica, Âmparo Silva, no Departamento Nacional de Auditoria do SUS-DENASUS, informações sobre as auditorias realizadas nos últimos quatro anos, na área de saúde em todo o Estado pelo Ministério da Saúde, na tarde desta quinta (07).


“A saúde no Maranhão está um caos, que por falta de atendimento nos Hospitais Macrorregionais e a retirada de algumas especialidades nas UPA´s, como o caso de Araçagy, e o fechamento da Maternidade Maria do Âmparo, em São Luís o Hospital em Matões do Norte. Com base em várias denúncias que tenho recebido, solicitei ao Denasus informações dos relatórios das auditorias realizadas e dos recursos repassados pela União ao governo do Estado e Municípios nos últimos quatro anos”, declara o deputado Wellington do Curso.

Os membros do DENASUS, informaram na ocasião que todos os municípios maranhenses serão auditados, mas que isso leva tempo, informaram ainda que a situação do Estado é uma das piores do país no que se refere a uso indevido de recursos do SUS. Citaram a portaria 2358, aonde muitos prefeitos receberam o dinheiro para contratação de pessoal ou de instituto para a realização de pesquisas epidemiológicas e poucos realizaram tão importante serviço, mesmo tendo gasto 100% do recurso recebido. Os auditores do SUS disseram que mesmo o dinheiro tendo sido gasto na gestão anterior, o atual gestor tem a OBRIGAÇÃO DE FAZER, pois cabe ao município processar e denunciar o gestor anterior e a população não pode ser prejudicada pela má administração, caso contrário o atual gestor pode responder solidariamente.

Alguns municípios foram citados como casos graves já denunciados a justiça federal, como das cidades de Cururupu, Coelho Neto, Vila Nova dos Martírios, dentre outros, os ex-prefeitos todos foram multados e indiciados pelo Ministério Público Federal a partir da auditoria do DENASUS.