ALÉM DE ANULAR CONDENAÇÕES DE LULA, DECISÃO DO STF PODE LEVAR MORO PRA CADEIA


Ficou claro que Sérgio Moro foi parcial, que manipulou todo o processo que levou a condenação do ex-presidente Lula. A conclusão é que um corrupto não pode julgar outro corrupto e nem usar de seu cargo para influenciar uma investigação. Além de todas as questões morais e legais como o amplo direito a defesa, os frequentes vazamentos de informações a mídia de forma parcial para tentar demonstrar culpa do réu, sem a divulgação do contexto total que mudaria a interpretação dos trechos divulgados, dá a entender que os vazamentos partiram do próprio Moro e do Ministério Público na busca de ganhar apoio popular e institucional. Outro escândalo que ainda precisa ser investigado é que órgãos de imprensa teriam pago verdadeiras fortunas por estes vazamentos, tudo isso reforça a decisão do STF em declarar Moro parcial e deixa perguntas no ar:
A Lava Jato foi uma Fraude?
Lula é inocente?
Moro pode ser preso?
Dallagnol dever ser exonerado e preso?

Essas e outras questões devem ser temas de julgamentos nos próximos anos e a história registrará um dos maiores escândalos do JUDICIÁRIO BRASILEIRO, a última instituição séria do país caiu em descrédito, foi politizada e novamente a constituição ignorada, mal ou bem, o STF agiu pelo reestabelecimento dos direitos constitucionais, não nos cabe aqui fazer julgamento de valores, não nos cabe dizer se Lula é inocente ou não, mas o fato é que seu julgamento foi parcial e deveria realmente ser anulado para que o DIREITO prevalecesse. Na matéria abaixo o professor universitário de direito penal explica a decisão do STF e diz que perante a lei, Lula é inocente, pois seus direitos constitucionais não foram garantidos e que somente um julgamento JUSTO, poderá mudar isso.